Páginas

Facebook

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Secretários Estaduais de Saúde pedem ao Ministro da Educação adiamento do Enem

 

Um novo embate sobre a realização das provas do Enem que começam nesse próximo domingo. Após a Justiça Federal rejeitar uma ação com o pedido de suspensão do exame, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) aprovou uma posição conjunta para defender que o Enem seja adiado em razão das condições da pandemia no Brasil.

A entidade encaminhou, nessa terça-feira, um documento ao ministro da Educação, Milton Ribeiro, com o pedido para ser evitada a mobilização de mais de 5 milhões de pessoas e que podem gerar mais risco de infecção pela Covid-19.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde argumenta, nesse pedido, que “Apesar dos jovens terem menor risco de desenvolver formas graves e tampouco estar prevista a vacinação da população com menos de 18 anos, o aumento da circulação do vírus nesta população pode ocasionar um aumento da transmissão nos grupos mais vulneráveis’’.

As provas do Enem estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro na versão impressa. A realização do Enem 2020 mobiliza 5,78 milhões de candidatos e, de acordo com o Inpe, o exame terá 14 mil locais de prova e 205 mil salas em todo o país.