sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Novembro Azul: Sefaz adere à campanha e ilumina prédio-sede

 

azul

A Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-Ce) trocou as luzes cor de rosa pelas azuis em referência à campanha Novembro Azul, de prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. O Palácio da Fazenda, localizado na sede I (Av. Alberto Nepomuceno, 2), ficará iluminado durante todo o mês. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, atrás apenas do de pele, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca).

Desde outubro, a Sefaz montou o sistema de iluminação externa com 32 holofotes suspensos, direcionados para a fachada do prédio histórico, aderindo às ações de conscientização aos diagnósticos precoces dos cânceres que mais afetam as mulheres e homens.

A secretária executiva de Planejamento e Gestão Interna da Sefaz, Sandra Machado, observa que, ao contrário do Outubro Rosa, que pode envolver tanto homens quanto mulheres, o movimento Novembro Azul é direcionado exclusivamente para a saúde masculina, por vezes, segundo ela, ignorada. “O prédio da Sefaz mudou de cor! Agora está azul em alusão ao mês dedicado a uma campanha com ênfase no diagnóstico precoce do câncer de próstata. Sabemos que a prevenção é medida essencial para a saúde e qualidade de vida. E a Sefaz se colore para expressar total alinhamento com essa ação em favor dos nossos cidadãos”, destaca.

Campanha Novembro Azul
No Brasil, desde 2008, são promovidas iniciativas voltadas ao público masculino, com o objetivo de alertar para a importância de consultas regulares e de exames preventivos relacionados ao câncer de próstata. A campanha Novembro Azul foi lançada oficialmente em 2012, inspirada no movimento australiano Movember, uma mistura das palavras em inglês moustache e november, que significam, respectivamente, bigode e novembro).

Atualmente, diversas instituições públicas e privadas aderem ao movimento. Iniciativas como a iluminação dos prédios na cor azul, durante o mês de novembro, ajudam a dar maior visibilidade à causa.

Câncer de próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos de diagnóstico (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do País e pelo aumento na expectativa de vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário