quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Polícia Civil e Ministério Público realizam devassa na Prefeitura de Paraipaba

 Policiais também fizeram buscas na casa do prefeito, Dimitri Batista, em Lagoinha

Policiais da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) amanheceram na porta da Prefeitura de Paraipaba
Por : Fernando Ribeiro
07/10/20 8:11

Policiais civis realizam desde o começo da manhã desta quarta-feira (7) uma megaoperação na cidade de Paraipaba, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 115Km da Capital),  com o objetivo de cumprir diversos mandados judiciais de busca e apreensão numa investigação sobre o desvio de verbas públicas na Prefeitura do Município. Além da sede do Executivo Municipal outro alvo da ação policial é a residência do atual prefeito, Dimitri Batista (PSDB), no Distrito de Lagoinha, no Litoral.

A operação mobiliza equipes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais da Polícia Civil (Core) e de várias delegacias distritais e especializadas da Capital, entre elas do 8º DP (José Walter). No total, são 11 equipes de inspetores e delegado no cumprimento das ordens judiciais para a colheita de provas. Documentos, computadores, celulares e outros objetos deverão ser apreendidos na operação.

O promotor de Justiça da Comarca de Paraipaba, Ariano Arlan Neves, acompanha o trabalho dos agentes da Segurança Pública no cumprimento dos mandados de busca e apreensão, assim como membros da Procuradoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap).

Impedida

Durante a operação de devassa na contabilidade da Prefeitura, a secretária de Saúde do Município, Fátima Maria de Castro Romão, tentou entrar nas dependências do órgão, mas foi impedida pelos policiais.

Paraipaba-12-500x367
Policiais também estiveram na residência do prefeito, Dimitri Batista, em Lagoinha
Paraipaba-14-500x334
A secretária da Saúde do Município, Fátima de Castro, foi impedida pela Polícia de entrar na sede da Prefeitura, no começo da manhã

Perícias

O material recolhido pelos inspetores deverá ser entregue imediatamente à Justiça para análise do MP.  Se necessário, parte do material será encaminhada para análise também da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Esta é a segunda vez que a Prefeitura de Paraipaba torna-se alvo de operação da Polícia Judiciária e do Ministério Público para fins de investigação sobre a gestão municipal.

O prefeito Dimitri Túlio é candidato à reeleição ao cargo mesmo sendo alvo de investigação do Ministério Público Estadual (MPE).

Colaborou: Ulisses Quintela/Rádio Plus de Paraipaba

Nenhum comentário:

Postar um comentário