segunda-feira, 20 de julho de 2020

Deputado Romeu Aldigueri diz que ministro do Meio Ambiente está desmoralizado

.Ex-prefeito do município de Granja e deputado estadual em seu primeiro mandato, Romeu Aldigueri crê que está havendo um “retrocesso imenso” quanto à questão ecológica e ambiental brasileira.

Romeu-Aldigueri-v%C3%ADdeo-570x320
Aldigueri já foi superintendente do Ibama no Ceará e prefeito do município de Granja. Foto: Blog do Edison Silva.

 Ex-superintendente do Ibama no Ceará, o parlamentar critica a atual gestão do Ministério do Meio Ambiente. “Sempre os ministros do Meio Ambiente tinham autonomia. Hoje, não existe. O ministro do Meio Ambiente [referindo-se a Ricardo Salles] está desmoralizado”, disse.
Romeu teme que o Brasil sofra sanções internacionais pelo não cumprimento de normas ambientais. “Hoje, o Brasil está tão desmoralizado quanto à questão ambiental que a União Europeia ameaça punir em não comprar mais soja, milho e trigo do Brasil. Isso é uma preocupação porque mexe com a economia do País”, argumenta.
Política
política sempre esteve perto da vida de Romeu Aldigueri. Vivendo próximo do povo de Granja, localizado na região Norte do Ceará, surgiu o desejo de entrar na vida política, como um “sonho acalentado”. Sobrinho do ex-deputado federal Vicente Arruda (1929-2019) e de Esmerino Arruda (1922-2013), em 2008, tentou pela primeira vez se candidatar à Prefeitura local, mas foi derrotado pelo seu tio, Esmerino.
Quatro anos depois, em 2012, sagrou-se prefeito. Mesmo quebrando a hegemonia de tio, ele não vê problema nisso. “Quebramos uma oligarquia dentro da própria família, tendo em vista que derrotamos o patriarca [Esmerino]. Tentei ainda fazer com que houvesse uma sucessão na família, que o meu tio nos desse uma oportunidade pra gerenciar o município. Eu acredito que, com as razões dele, preferiu optar por alguém de fora”, lembra. 
  Edison Silva 

Nenhum comentário:

Postar um comentário